Parque Natural de Montesinho

Finalmente, decidimos conhecer o Parque Natural de Montesinho incluindo a cidade de Bragança pelo meio; fazer um pouco de turismo de natureza, para descansar e dar a conhecer um pouco da vida rural ao meu filho.

Parque Natural de Montesinho (PNM) situa-se no Nordeste Transmontano (Portugal). Tem uma dimensão de cerca de 75 mil hectares. Reconhecido em 1979 como Parque Natural, tem atualmente 9.000 habitantes, 92 aldeias.

 

 

Apresenta um relevo heterogéneo, com planaltos ondulados cortados por profundos vales encaixados, bem como algumas serras, das quais as duas mais importantes são a Serra de Montesinho, a norte de Bragança, e a Serra da Coroa, a norte de Vinhais. As altitudes variam entre os 1486 metros, na Serra de Montesinho e os 438 metros no leito do rio Mente.

Nele existe extensa biodiversidade, habitando espécies como o lobo-ibérico, a corça ou o veado.

 

 

 

 

 

 

 

Deixo-vos algumas fotos dos lugares que visitamos na nossa ida à Bragança, especialmente ao Parque Natural de Montesinho, tal como falei neste artigo.

Montesinho

Aldeia transmontana de Montesinho, a cerca de 1000 metros de altitude, em pleno Parque Natural de Montesinho, é uma aldeia pitoresca com as suas casas típicas muito bem preservadas.

 

Gimonde

Gimonde é uma aldeia e freguesia portuguesa do concelho de Bragança, com 16,5 km² de área e 341 habitantes (2011), tendo como atração as suas paisagens e uma antiga ponte romana. Com as fundações assentes num maciço rochoso de xisto, tanto as guardas da ponte como a sua superestrutura foram construídas com a mesma pedra.

Nunca visita fica completa sem que primeiro nos deliciemos com a famosa posta no restaurante “O Abel”

 

Gimonde bragança Gimonde bragança Gimonde bragança

Gimonde bragança

Gimonde bragança Gimonde bragança

 

Guadramil

O relevo é bastante acidentado. A vida selvagem é composta essencialmente por corsos, javalis, raposas, coelhos, lebres, lobos, perdizes, melros, estorninhos, pintassilgos, lagartos e cobras.

Esta aldeia, foi durante muitos anos, uma aldeia comunitária, onde os seus habitantes repartiam o moinho, a forja, o rebanho e algumas tarefas agrícolas. Neste momento, é habitada por cerca de trinta pessoas todas elas bastante idosas. Já não existe rebanho, o moinho já não mói, na forja já não se molda o ferro, os campos estão ao abandono.

Poema de CAMPOS ALMEIDA

Lá muito para traz de Trás-os-Montes

Na terra raiana do sol poente

Guadramil forja o ferro e a gente

Entre o xisto, as sesões e as fontes

 

Bate a burra caminhos dos horizontes

– Tic-toc! … Tic-toc … em passo dolente

À espera do sol que vem do nascente

E a tocar rebanhos pelos montes

 

Na comunal vida de cada dia

Olha Riomazanas e suas irmanas

-Terras da calma e da nostalgia!…

E entre os escanos e a casaria

O nevão branqueia as horas serranas

– Mas o sol volta e calda a serrania!…

 

guadramil bragança guadramil bragança

 

Rio de Onor

De um lado, Rio de Onor, do outro, Rihonor de Castilla. Esta aldeia comunitária é uma das mais bem preservadas do Parque Natural de Montesinho, com casas típicas serranas em xisto com varandas alpendradas, muito bem recuperadas e a sua praia fluvial convida a momentos de descanso, junto às águas límpidas do rio!

Uma invulgar povoação pousada sobre a fronteira, e em todos os lugares onde há sempre a porta aberta de um sorriso para nos receber.

Esta aldeia oferece pontos de interesse que não podem deixar de ser visitados: a Ponte Romana, a Igreja Matriz, o forno, a forja e os moinhos comunitários.

Das tradições ancestrais de Rio de Onor merece uma menção o rionorês, dialeto que nasceu da mistura do castelhano e do português e que, ainda hoje, é falado na aldeia; e a Festa dos Reis (6 de janeiro), um rito da puberdade no qual participam os rapazes solteiros.

Esta aldeia conta apenas com uma jovem, segundo esta notícia.

 

aldeia rio de onor bragança

aldeia rio de onor bragança

aldeia rio de onor bragança

aldeia rio de onor bragança

aldeia rio de onor bragança aldeia rio de onor bragança

aldeia rio de onor bragança

aldeia rio de onor bragança

De caminho demos um saltinho à vizinha Espanha para conhecermos o Parque Natural do Lago de Sanabria.

Lago de Sanabria

O Parque Natural do Lago de Sanábria, criado em 1978, situa-se no extremo noroeste da Província de Zamora, no limite com a Galiza e Portugal, bem perto do Parque Natural do Montezinho. Abrange uma paisagem que foi modelada pela acção dos glaciares. De entre eles destaca-se o Lago de Sanabria. Com uma área de superfície de 368 ha, é o maior lago glaciar da Península Ibérica.

Lago de Sanabria e Puebla de Sanabria - Espanha

Puebla de Sanabria

Puebla de Sanabria é uma pequena vila situada no extremo oeste da província de Zamora, a cerca de 50 km de Bragança.

De origem medieval, o centro antigo com ruas estreitas e edifícios ancestrais, a oferta de belezas em Puebla Sanabria é variada. O Castelo dos Condes de Benavente, a Igreja de Santa Maria del Azogue, a Ermida de San Cayetano e o Lago da Sanábria são razões suficientes para uma visita à cidade.

Lago de Sanabria e Puebla de Sanabria - Espanha

Lago de Sanabria e Puebla de Sanabria - Espanha

Todas as informações sobre o parque natural podem obtidas aqui

Onde dormir e outras informações, podem consultar AQUI

 

Comentários

comments

Comentários:

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.